Empreenda sua vida

*Esse texto foi escrito no sábado e algumas situações já mudaram, mas a mensagem vale!

Hoje enquanto sentia a água do chuveiro escorrer pelo meu pescoço e tocar os meus pés, pensei na contradição dos meus atos com as minhas vontades. Como posso me esconder do mundo, se o que mais quero é ser notada por ele?

Tomei uma decisão importante mais cedo, me desliguei de um site de relacionamento, que a princípio seria uma forma de aumentar minha rede de contatos sociais e profissionais, afim de também divulgar o que mais gosto de fazer, escrever.

As coisas se perderam um pouco, como em quase tudo o que acontece em nossas vidas, não temos o controle sobre tudo, eu agi mais pela emoção do que pela razão, e acabei falando demais o que sentia, e passei a querer ser escutada por determinadas pessoas, sem me dar conta que outras também estavam a ouvir.

Empreender não se aplica só a negócios empresariais, este verbo pode e deve ser usado para implementarmos nossos sonhos, nossos objetivos de vida, nossos desejos, que muitas vezes parecem distantes de se tornarem realidade, mas na verdade só precisam de um empurrãzinho, e um pouquinho de confiança e fé.

Quando decidi que não tornaria meu cotidiano e sentimentos expostos, fechei também minhas possibilidades de projeção social e profissional, claro através deste veículo, mas existem muitos outros.

O que preciso de verdade é empreender minha vida. Planejar e organizar o que eu mais quero e procurar as ferramentas que vão me ajudar a tornar real o que por enquanto é apenas um sonho.

Algumas vezes é preciso abrir mão de certas coisas para conquistar outras, e assim, abrindo mão de expor o que não deveria estar exposto, e ver o que eu não estava gostando de ver, consegui preservar meu sossego. Embora isso não impeça que eu busque e utilize outras formas de mostrar para o mundo o que eu tenho de melhor.

A lição mais importante que aprendi nessa brincadeira foi que devemos ser honestos com os outros e com nós mesmos, e não nos esconder através de frases de efeito, ou demonstrações de tristezas e felicidades.

Quando queremos passar uma mensagem, não precisamos mostrar para todos, mas sim direcionar a quem de fato merece recebê-la. Gastamos muito tempo calculando a melhor forma de atingir um objetivo, que nos esquecemos de conquistá-lo de fato.

Beijos, Déia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s