A Decepção

““ Valorize quem valoriza você. Não trate como prioridade quem te trata como opção”, Camila fez questão de destacar bem essa frase no seu perfil do facebook. Estava triste e magoada, acabará de descobrir que passou muito tempo investindo em uma rapaz galinha, Cadinho. Logo que abriu a sua página ao acordar, Cadinho viu aquela indireta certeira, o alvo? Desenhado em sua testa. Já sabia do que se tratava e apesar de ter gostado tanto de fazer aquilo, iludir várias mulheres ao mesmo tempo, sentia uma ponta de vergonha e tristeza. Camila era iluminada, amiga, linda, parceira para qualquer coisa, no fundo ele reconhecia que ela não merecia passar por isso, mas foi mais forte do que ele, era o seu caráter. Infelizmente não foi só a Camila que saiu arrasada nessa história, Alessandra também. As duas apostaram todas as suas fichas, esperaram e ansiaram o momento em que seriam a prioridade na vida de Cadinho. Ambas sonhavam todas as noites com aquele namoro, com aquela vida compartilhada, ambas amavam-no. Alessandra era uma mulher vivida, passou por grandes perdas e aprendizagens ao longo de sua trajetória e mesmo com esse histórico não conseguiu enxergar o que ele fazia. _ Coisas do coração, ficamos cegas e burras, pensou alto! A única pessoa que restava na vida de Cadinho naquele momento era Elisa, que ainda desconhecia fazer parte de um quarteto romântico. Por ironia do destino ela era a menos importante: chata, metida, tudo implicava e não gostava, e o pior, vazia. O que ela tinha de bom? Um belo corpo escultural, trabalhado seis dias por semana na academia. Cadinho ficou cada vez mais triste com o passar do tempo, conforme encontrava as pessoas na rua e  ouvia perguntas de como passava Camila e o quanto eles a adoravam. Sentiu uma enorme ansiedade e quase chorou ao ler no perfil dela uma mensagem de adeus: “Tomei uma decisão muito importante hoje. Sabe quando nos mudamos para bem longe só para acompanhar o amor das nossas vidas? Seguir a nossa felicidade? Então, quem é capaz de fazer isso, também se muda para bem longe do amor de suas vidas em busca de paz e felicidade. Não dá para ser fiel e se dedicar à alguém que não percebe o seu amor como algo grandioso. Eu tentei, sofri, mas faz parte da vida. Para o cariocas que me fizeram muito feliz fica o meu Adeus, amanhã de manhã já estarei em minha nova residência, Rio Grande do Sul. Quem sabe lá minha vida ganhe um brilho, que perdi entre lágrimas e decepções por aqui.” O seu peito doeu, sentiu vontade de vomitar, ele estava perdendo-a por tempo indeterminado, agora não tinha mais chances dela acreditar nele, dele passar por cima dessa situação com alguma história estapafúrdia, dessas que só quem ama muito quer acreditar. Nesse mesmo dia foi ao mecânico e passou por Alessandra na rua, a mesma fez questão de ignorá-lo, lançando um olhar de desprezo, de decepção, e seu peito novamente entristeceu. Poucos dias depois Cadinho pegou Elisa transando com o prof. da academia dentro da sala de avaliação. Sentiu nojo e indiferença. Se sentiu burro, magoou duas  mulheres muito especiais a troco de nada. Hoje estava sozinho, pensativo, desejando nunca ter dado esperanças para Alessandra, nunca ter dormido com Elisa, nunca ter perdido Camila, a dona de seus pensamentos, do seu coração. Porém agora era tarde, Camila jamais suportaria uma nova decepção.”   

O Feitiço do Amor

_ Está decidido Alice, farei o que for preciso para tê-lo comigo!

_ O que é fazer o que for preciso Marcia? Não acredito que medidas extremas sejam boas nesse caso, afinal, quem ama deixa a pessoa amada livre para decidir com quem ela quer ficar. O amor verdadeiro, puro e inocente em sua essência, não permite o egoísmo, o orgulho, os julgamentos e nem as censuras. E é nítida a sua obsessão, o seu ciúmes. Vamos combinar que ele nem mesmo optou por você, namora com ela a bastante tempo e a escolheu.

_ Se a ama por que correspondeu as minhas investidas? Eu dei em cima dele, mas ele ficou comigo porque quis. Aquela idiota que deve ter feito algo para ele desistir de deixá-la, logo agora que eu estava perto de consegui-lo!

_ Marcia eu acho que você precisa se tratar, você tem a autoestima muito baixa, é muito insegura. Ficar com ele nunca vai sanar essa sua carência e insatisfação pessoal. Até porque, como você vai saber que ele não vai traí-la, assim como traiu a namorada para ficar com você?

_ Se ele me trair eu o mato e nem preciso sujar as minhas mãos de sangue. Com o conhecimento que tenho e as pessoas que conheço, eu acabo com a vida dele e com a dela também!!!

_ Marcia, quem ama confia e entende que a felicidade do outro é mais importante do que obriga-lo a ficar conosco. O amor bom é quando estando juntos ou separados ele nunca deixa de ser amigo, ser fiel e compreensivo. Tenho certeza que esse seu amor não tem nada de bom, pelo contrário, é doentio.

_ Não interessa, eu tenho armas que ela não tem. Tenho dinheiro suficiente para mimá-lo e mostrar um mundo que ela não pode, tenho conhecimento espiritual para prendê-lo a mim e de resto resolvo na cama. Já soube que ela está passando por vários problemas, é louca por ele, ou seja, está instável emocionalmente, o que vai facilitar as influências ruins, que já estão ao seu redor, miná-la. Inclusive, aposto que eles já devem estar brigando agora!!!

_ Alguma vez você teve a experiência de comprar um animal e fazer de tudo para ele gostar de você, mas mesmo assim ele era agressivo e não correspondia a sua dedicação? Assim acontece em uma relação. Não podemos comprar ou forçar o outro a sentir algo que não seja natural dele. Fazer trabalhos espirituais, simpatias, promessas, implorar a Deus, ou mesmo engravidar, não fará com que a pessoa te ame mais, essas são apenas ferramentas que o OBRIGAM a estar com você.

_ Não importa, não aguento mais ficar sozinha, como você pode perceber eu não estou ficando mais nova com o passar do tempo e muito menos mais bonita. Preciso casar e sair de casa, ninguém mais me aguenta lá. Fiz uma boa escolha, ele é bonito, gente boa, e, principalmente, uma presa fácil. Por ser mais novo, se deixa levar, e não ter controle quando bebe, abre todas as portas que preciso!

_ É, definitivamente você não o ama. Quem ama de verdade não quer mentira e nem uma vida de aparências, quer a companhia sincera e verdadeiramente apaixonada, cúmplice.

_ Ué, mas o que é o amor? Sofrer a ausência do outro? Aceitar que ele fique com outra, só porque ele é mais feliz com ela? E eu? Como eu fico nessa história? Não, eu não sei amar assim. Amo o que é meu e ele vai ser MEU!

_ Estou ficando seriamente assustada com você, quem ama respeita o livre arbítrio do outro e as suas escolhas. Tudo que é fabricado tem prazo de validade, só o que é natural permanece o tempo real que tem que permanecer. E, minha amiga, estou pressentindo uma vida de grande infelicidade tanto para você, quanto para esse coitado. Só não esqueça que tudo o que fazemos nessa vida volta para a gente, cedo ou tarde.

_ Fique tranquila Alice, em seis meses ele será meu, custe o que custar! Só me resta esperar o momento certo, porque eles mesmo vão destruir esse amor de “verdade” que sentem um pelo outro. A discórdia já foi implantada na cabeça deles e não há “amor verdadeiro”, desses que você fala, que resista ao desgaste das brigas e o medo de um perder o outro. Estou usando os sentimentos deles contra eles mesmos, os meus amigos já estão cuidando disso!