A Rejeição

341194-como-lidar-com-rejeição-amorosaNina estava chateada, magoada, não tinha forças para sorrir. A “porrada” que tomou naquela tarde era um verdadeiro soco no estômago, um baita de um forte e certeiro soco no estômago, nunca ia esperar que Rodrigo fizesse isso com ela, não com ELA.

Tentou dormir a noite, mas só rolava de um lado para o outro na cama, a cabeça estava tão agitada que seus pensamentos promoviam uma festa eletrônica cada vez que ela fechava os olhos e se preparava para sonhar. Desistiu, estava triste demais para conseguir relaxar diante da situação.

O que aquela velha tinha para ter tirado ele dela? Era feia, com um corpo feio, CABELO curto e simples, rosto enrugado, meio piriguete e nunca, JAMAIS, seria melhor que Nina nas “sacanagens”.

Aquilo tudo não fazia o menor sentido em seu coração. Ser trocada por uma mulher melhor, mais bonita, mais inteligente, tudo bem. “Tá – pensou, reconhecendo sua personalidade forte demais – ser trocada nunca seria bom, mas pelo menos teria coerência se a mulher valesse a pena.”

Rodrigo gostava das suas longas madeixas que ele segurava com força e fazia o que queria com elas. Puxava, agarrava, jogava para um lado, jogava para o outro. Ficava hipnotizado por aqueles fios lisos, e VERDADEIROS, que deixavam Nina linda, angelical e ao mesmo tempo extremamente sedutora.

É, mas alguma coisa aquela cabelo ralo, monocromático e alisado tinha feito para conquista-lo, aliás, mil mulheres se jogavam em suas mãos, todos dias, na vã esperança de fisga-lo, mas daí conseguir era outra história.  E aquela desbotada horrorosa tinha conseguido, incrível!

Nina se decidiu, não ficaria em casa sofrendo aquela rejeição. Sempre foi uma mulher decidida, LINDA DEMAIS, inteligente demais, simpática demais para ficar “mendingando” um amor não correspondido. Pegou o telefone e ligou para ele: _ É isso que você quer? Ficar com ela? Depois de todo esse tempo juntos?

 _ Nina eu preciso, ela trouxe uma amiga para ficar comigo também, você sabe que a carne é fraca e eu não posso me render a essas ofertas. Tenho um carinho MUITO especial por você, porém você é ciumenta demais para trazer outra pessoa para a nossa relação, Amiga. Deixa de ser boba, eu troquei o seu horário, mas já consegui um encaixe na próxima sexta-feira.

_ Encaixe, você acha que eu sou mulher de ser “encaixada” em algum lugar? Seu cabelereiro de araque, ou eu sou a principal em sua vida, ou esse é o nosso fim. Pode ficar tranquilo, te supero em dois segundos, não vai ser assim tão difícil arrumar um outro bom profissional nessa cidade. Inclusive, vou ligar para o Jorginho agora, ele sempre me quis como vitrine de seus trabalhos… Boa sorte aí com essazinha, você vai precisar de muito empenho para transformá-la em algo bom!

Anúncios