Cansaço sem mimimi

10422946_330641597140557_3504856186924798794_nSem filtro.

Sem retoque.

Sem ângulo bom.

Sem pose ou bico sexy. Porque eu tô cansada.

Cansada das críticas, cobranças e medos.

Cansada da ansiedade que me faz comer mais e chorar todos os dias.

Cansada de não fazer rabo de cavalo ou o penteado “Princesinha”, porque tenho UMA orelha de abano e outra normal.

Cansada de jogar o cabelo para o lado esquerdo a vida inteira e não usar arcos para tampar essa orelha de abano.

Cansada de não ter peitos e ouvir piada sobre isso. Não me senti sexy o suficiente por conta disso. Não vestir determinadas roupas por isso.

Cansada de ficar em pé, ou usar roupas largas, para esconder minha barriga que é cheia de celulites.

Sim tenho muito mais celulites na barriga do que em qualquer outra parte do corpo.

Cansada demais de me preocupar com tudo isso só para ser a mais magra e “saudável” de uma família de obesos.

Cansada de me sentir horrível e frustrada por ter engordado 10 kg em menos de um ano e agora nenhuma roupa minha caber direito.

Já tem tempo eu abri mão das fotos sem óculos.

Eu uso óculos sim e graças a ele vejo um mundo mais colorido e definido.

Cansada das pessoas me sugerirem usar lentes de contato, pois tenho um rosto tão lindo.

Tô cansada demais de brigar com a comida, com a balança, com o espelho e com a minha autoestima desde que eu tinha uns 9 anos.

Ser magra não me garantiu ser amada pelo cara que amo e nem de ser trocada ou traída.

Ser magra não me garantiu um emprego decente.

Sou bonita e me acho bonita apesar de todos os complexos acima. Odeio musculação e não tenho disciplina (e dinheiro) suficiente para levar a dança tão a sério.

Tô com a vida de cabeça para baixo.

Tendo pesadelos todas as noites e sentindo dores que achei que nessa idade não sentiria mais.

Mas essa sou eu. Cheia de medo. Cheia de dúvidas. Cheia de desafios diários para ultrapassar.

Sou eu. Branca desse jeito. Com quilos a mais. Celulites a mais. E vontade de me sentir mais relaxada, pois o cansaço já me venceu.

Anúncios

Eu quero, já!

Eu nunca fiz sentidoPor pés agasalhados que esquentem os meus sempre que eu estiver com frio e por um corpo que se ausente sempre que eu precisar ficar sozinho.

Quero palavras quando não suportar o silêncio do meu existencial vazio. E quero gestos quando precisar aquietar os barulhos do meu tumultuado caminho.

Quero um sorriso sempre que lágrimas escorrerem pelo meu rosto e uma piada sem graça no pé do ouvido, quando perdida me afundar nas dificuldades dessa breve passagem.

Quero um olhar que admire minhas trapalhadas, minhas gargalhadas, minha alegria em mostrar minha literatura toda desconexa e desarranjada.

Também quero colo. E conselhos. Não esqueça, também preciso dos cuidados.

Mas também quero espaço. Espaço para pensar, ser e me expressar.

Quero o suor do desejo, a respiração ofegante das peles encostadas, das peles arrepiadas de tesão, e de amor.

Quero os batimentos cardíacos de um coração em disparada. Quero tudo isso e ficar apenas abraçada.

Quero você. Desse jeito. Quero agora. E quero já!