Sua atitude em silêncio me diz muito mais.

downloadTenho uma péssima mania de acreditar em palavras. Principalmente se elas forem ditas durante um abraço, após um beijo, em um gesto de carinho ou deitados em uma cama (há variações para isso).

Mas não naquelas primeiras palavras batidas e superficiais. Porque dessas faço piada – até mesmo se estivermos deitados em uma cama, e dou um sorriso sem compromisso. Adoro o meu bom humor!

Eu começo a acreditar quando as palavras dão um nó na minha garganta e eu, aquela tagarela compulsiva, fico sem palavras, sentindo uma grande vontade de sorrir (não de rir), um sorriso de plenitude, ou então me pego de coração apertado, querendo chorar. Essas palavras me tiram do equilíbrio que criei como proteção. (Para me prevenir decorei um dicionário inteiro de palavras usadas em conquistas baratas)

Confesso, é um defeito. Ainda mais nos dias de hoje. Que tipo de mulher poderosa eu sou, que ainda acredita nas palavras Dele? Um homem que poderia ter ficado calado e ganharia o mesmo tratamento – talvez com menos hormônios e emoções envolvidas.

Mas sim, eu ainda acredito em palavras. Porque valorizo as palavras. Porque relaxo, crio e sinto prazer através delas. Porque sou o que falo. Escrevo, pronuncio, o que penso. Não jogo palavras ao vento. Até eu, falantezinha compulsiva, prefiro ficar quieta a ser algo que não sou, ou sinto, em uma sentença.

Só que eu tenho um defeito maior ainda. Que deixa essas mulheres carentes, mulheres que se nutrem de frases vazias, que toleram um “Oi” semanal no whatsapp como atenção, no chinelo.

Eu acredito muito mais nas atitudes. Essas me nutrem. Essas me motivam a seguir, a continuar, a investir, a pacientemente esperar. Sua atitude em silêncio me diz muito mais do que as palavras que saem logo abaixo daqueles olhos brilhando.

Atitude, assim como uma imagem, fala muito mais. E, muito além do que uma imagem pode falar, uma atitude diz tudo, exatamente, como é. Não sabemos o que há por trás de uma foto do instagram, nem o que se passa atrás de um chat do whatsapp, mas sabemos o que significa uma atenção física, um olhar, um sorriso, uma caminhada, uma segurada nas mãos, a imposição do respeito.

É, eu acredito em palavras, porém cobro atitudes. E quando essas são escassas, desencanto, desinteresso, me rebelo. Ou você está, procura, valoriza, investe, ou, para você, eu só sou um canal de desabafo, uma válvula de escape, uma possibilidade de acertar.

atitude-11Para mim atitude é onde começa e, infelizmente, termina. Porque ela depende, melhor, ela é, exclusivamente, o que você sente, o que você quer. E se você quer, você faz acontecer, não com palavras, não com promessas, mas no dia a dia, no tête-à-tête, seja na alegria, nas dificuldades, ou nas tristezas. Atitude é um compromisso e todo compromisso exige esforço.

Então não tente fazer manutenção na relação. Uma vez que eu interpretei como falta de atitude, não serão suas mensagens para me manter ali, que me farão ficar. Até porque muitas vezes eu já fui e você nem percebeu. Sou uma mulher de atitude, lembra?

Anúncios

O teu olhar me revela.

127394_129205-labrador-filhote-macho-chocolate[…] Olhei bem dentro dos olhos do Rafael e disparei.

_ Então, Rafa, é que… eu não entendo como você pode preferir ficar com essas meninas bolacha de água e sal, se poderia se deliciar com um chocolate belga. – Fiz uma cara de superior descolada.

_ Como assim Anna?! – Rafa fez aquela carinha de  cachorro confuso, quando inclina o rosto e arregala os olhos. Aqueles olhos amarelos intimidadores, que estavam me derretendo por dentro.

Suspirei alto. Por que meu Deus gostar dele?! Logo dele! Um canalha em potencial.

_ Ah Rafael, não acho que você tem que se envolver com esse tipo de mulher. E ela nem era tão bonita assim, super normal.

Rafael gargalhou com tanta força que pensei que estava engasgando. Pegou a leiteira que já estava com a água fervendo e derramou no pó de café já posto no coador. Continuou gargalhando. QUE ÓDIO!

_ Tá rindo do que?

_ De você!

_ De mim?! Tá louco Rafael?ginecologista-homem-ou-mulher-5

_ De você aí cheia de ciúmes.

Travei.  Não sabia o que sentir. Sim era ciúmes. Sim eu queria enfiar a cabeça daquela garota dentro do vaso sanitário. Sim eu preferia que ele vivesse eternamente solteiro, se dedicando só para mim. Droga. Droga. Droga. Não sei o que responder.

_ Pronto, ficou maluco de vez. Ciúmes de você Rafa?! Só quero o melhor para você. Porque eu me importo e me preocupo. Você sabe o quanto gosto de ti, cabeça.

_ Pois é Nanninha do meu coração, estou começando a achar que você está preocupada demais. Que gosta mais de mim do que está dizendo.

Eu não sabia o que responder. Não sabia mesmo. Fiquei imóvel. Olhando para a frigideira enquanto derramava a mistura de pão de queijo. Logo eu, a rainha das palavras, sem nada preparado para me defender. Ele tinha razão. Mas como é que notou tão rápido? Será que eu já estava demonstrando isso antes da festa, sem perceber?

_ Ai cacete!

_ Não era bem a resposta que eu esperava. Mas…

_ Me queimei Rafa. Droga. – Obrigada Deus pela saída de emergência, preferia não sentir tanta dor no dedo, mas você me tirou da saia ajusta.

Corri para a pia e liguei a torneira. Deixei a água corrente gelar o meu dedinho que estava muito quente e já avermelhado. Fiquei dando pulinhos de dor e choramingando. Sou bem infantil nessas horas.

_ Deixa eu ver, vamos passar alguma coisa para não dar bolha. Tem manteiga aí?

_ Você não vai passar manteiga no meu dedo RA-FA-EL!

Teimoso que só, ele pegou a manteiga na geladeira. Tirou um pouco com a espátula e massageou meu dedo delicadamente. Olhei para ele enquanto fazia isso, era tão seguro e protetor.

_ Pronto Pentelhinha. Já já passa a ardência!

Rafa soltou minha mão e sorriu. Virou de costas e foi até o fogão virar o pão de queijo, que já estava dourado em um dos lados. Um misto de amor e tristeza me invadiu. Enquanto observava ele fazendo isso, percebi que estava realmente apaixonada por ele. Que o queria na minha vida. Que o queria só para mim.

Ele voltou, colocou o pão de queijo no prato ao meu lado. Acomodou a frigideira dentro da pia. Chegou bem perto de mim. Acompanhei cada expressão do seu rosto, sem nem piscar.

tumblr_muki45mQrs1rhjyfjo1_500_ Ah, fique ciente que você é a MINHA mulher preferida no mundo. Não precisa sentir ciúmes, tá?! Diria até que você deve ser um delicioso chocolate, hummm, deixe-me ver, Suiço.- E beijou minha testa.

O meu corpo inteirinho gelou. Até o dedo queimado ficou frio. Meu coração pulsou com tanta força que acho que o Rafa pôde perceber, que ele saltava de dentro do meu peito. Minha respiração estava ofegante e com certeza minha pupila dilatada.

Ele pegou as canecas com café e o prato com o pão, e como se nada tivesse acontecido, sorrindo, bem tranquilo, se dirigiu para a sala.

_ Você não vem Pentelhinha?