Shadow

Eu não queria ser assim:

8 ou 80. Intensa. Muito emotiva. Viver tudo à flor da pele: do ódio ao amor. Questionadora. Ansiosa. Na defensiva.

Eu não queria ser:

Resiliente demais quando se trata do amor. Quando preciso compreender o outro.

Eu não queria:

Perder o controle sobre as minhas emoções quando presencio uma injustiça, ou quando tenho que lidar com a falsidade ou maldade alheia.

Eu queria ser assim:

Essa menina sorridente que todos enxergam mim. Essa menina forte, que não sofre por homem. Essa menina, que muitas vezes se faz menina, para não precisar sofrer as consequências dos julgamentos ao se posicionar como uma mulher.

Eu queria sim:

Saber jogar o jogo da conquista entre os gêneros. Saber me impor como mulher, como um ser humano digno de valor e respeito.

Eu queria:

Ser essa mulher inteligente e forte, que esperam que eu seja 100% do tempo. Ser essa mulher que escuta grosseria calada e com um sorriso no rosto. Essa mulher que se permite ser conduzida, abrindo mão do controle. Essa mulher que medita e nada a tira do equilíbrio interno. A mulher que tem o andar firme da empoderada que dança o stilleto. A mulher que não se sente vulgar ao sensualizar. Nem se sente “ab-usada” quando um homem expressa tesão por ela.

Mas eu aprendi que não adianta querer ser o que não sou. Ou negar a sombra que existe em mim. Sou tudo isso em verdade, ou em potência. E quanto mais negar, pior eu fico.

Aprendi que é hora de encarar, sentir a dor de aceitar, ME aceitar e ouvir a voz que diz: está tudo bem, ninguém é perfeito, você sempre poderá errar.

Aprendi que não preciso dar ouvidos às críticas, valorizar os julgamentos, sempre aceitar e me adaptar, afinal o outro também pode se esforçar um pouquinho mais. Não preciso tomar para mim toda essa responsabilidade de ser a mais madura, a mais compreensiva, a mais flexível, a bonequinha de luxo.

Entendi que o segredo é me encontrar no meio de tantas expectativas. Enxergar quem eu sou, sem a constelação imposta a mim. Saber a hora de me transformar e a de não mudar em nada.

Porque sou um indivíduo. Um ser único em constante aprendizado. Sou o meu lado mais doce e o mais sombrio. E não é errado saber exatamente quando utilizá-los. Acima de tudo aprendi que o certo mesmo é amar todos os meus lados, porque eles são o que eu tenho de melhor!

You gotta be stronger

ninguem-vai-bater-mais-forte-do-que-a-vida

A vida demanda escolhas.

Demanda coragem.

Demanda pé no chão.

Mas também demanda se permitir sonhar e com isso, voar.

A vida te exige força e te bate sempre que é necessário, até que você esteja firme e forte.

cartoons_918_cafeA vida precisa da fé, como um viciado em café, do seu líquido preto circulando quente pelo organismo.

A vida muitas vezes parece cruel e injusta.

Te faz sentir como um eterno segundo lugar.

Você vai, vai, vai, mas nunca chega lá.

A vida é irônica e temperamental.

Faz as coisas do seu jeito, na hora que quer, como uma criança manhosa, pirracenta.

A vida demanda reflexo e pensamento rápido.

Te joga um desafio e imediatamente espera um bom resultado.

Mas a vida é paciente e bondosa em muitos momentos.

Não valorizamos, mas de vez em quando ela pega leve.

Só para nos pegar de surpresa.

hqdefaultCoisas boas. Coisas ruins. Apenas coisas.

Tudo é mais difícil, porque cismamos em vendar os olhos e tapar os ouvidos.

Só não calamos a boca e nem ouvimos o nosso Ego, antes que ele nos possua e destrua.

Daí tudo fica meio esquisito.

Com aquela sensação de arrependimento e uma oportunidade desperdiçada.

Ah, vida! Você sempre fala o que eu não quero ouvir, igual uma mãe de adolescente.

Acho mais chato ainda quando grita as verdades e me deixa sem chão.

Por que, vida?

Para eu evoluir?

Aonde eu estava com a cabeça quando resolvi aceitar essa missão?

Mas pode vir com tudo Vida, estou cada dia mais preparada e sábia para lidar com a sua malcriação.

906ad0cd3c069be7634f4ae4e5b30d3c