E os nossos corpos e a nossa mente dançaram…

“Não dá para explicar, não dá para se preparar, só sentir…”

Eu que já tinha perdido a fé, que já não acreditava mais nos relacionamentos. Na possibilidade de viver uma química de pele tão intensa, tão profunda, tão real.

Nossos corpos se conectaram de uma maneira tão inexplicável, que realmente racionalizar colocaria tudo a perder.

Para nós foi concedida a sorte de apenas sentir e eu sou muito grata a isso.

Tantas frustrações. Tantas batalhas internas e externas. Tanto esforço. E de repente nossas mentes e nossos corpos não apenas de encontraram, como se fundiram.

Assusta perceber a velocidade com que tais sentimentos nos tomam.

Mas cada minuto de conversa, de toques e de sexo nos faz mais felizes, nos dá uma calma, nos relaxa a ponto de nos fazer dormir.

Logo nós dois, que há pouco compartilhávamos das dificuldades do sono.

O que antes era preocupação, agora é confiança no que está por vir.

Meu gozo nunca foi tão intenso. Minha pele nunca esteve tão arrepiada. O dia a dia nunca esteve tão leve.

É como se Deus me preparasse para a segunda jornada da vida, agora mais madura e acompanhada de tudo o que esperei, de tudo o que sempre, no íntimo, desejei.

De você.

Aliás, “Onde você estava esse tempo todo?”.

É a pergunta que, com um sorriso no rosto, sempre nos fazemos.

Quando reflito acho engraçado, porque mesmo com origens distantes, várias vezes nossas vidas se cruzaram e tanto um quanto o outro não se enxergaram.

Seria Deus nos reservando para este momento único?

Um momento mais consciente, onde há uma certeza de que todas as lições valeram a pena.

Cada desafio, cada perda, cada lágrima, porque elas nos fortaleceram, nos ajudaram a se reconhecer no meio da multidão.

O teu conhecimento completou o meu.

Nossas diferenças nos instigaram, se agregaram.

Nosso beijo selou a parceria que as nossas filosofias compartilhavam.

E nossas peles equacionaram a alquimia perfeita.

Transmutamos a matéria.

Ignoramos a razão.

Nossos corpos se encaixaram.

Somos um do outro, um pelo outro, um com o outro.

Somos dois, lado a lado, caminhando na mesma direção.

Somos paixão.

Desejo.

Eletricidade.  

E o mais gostoso de tudo, somos paz, muita paz e tranquilidade.

Anúncios

Talvez

Se eu parasse para descrever tudo o que sinto e penso talvez você mudasse de opinião.

Talvez você ficasse e me pouparia da angústia dessa espera. 

Mas acho egoísmo declarar amor a quem pensa mais em outra.

Prefiro ver-te livre para escolher ir para lá ou ficar por aqui.

Prefiro admirar a sua liberdade de ser você mesmo, sem se sentir obrigado a fazer nada.

Talvez por isso eu nunca seja “A” escolhida.

Afinal sempre prezo a sinceridade da presença, do carinho, da preocupação.

Nunca dei “piti”, exigi que alguém ficasse ou arrumei confusão.

Nunca fiz chantagem emocional.

Prefiro conviver com a ausência, a que ter que lidar com uma presença forçada.

Não se fica com alguém por isso ou por aquilo.

O amor não foi feito para se ter motivos.

 Se escolhe ficar com alguém, porque o dia, mesmo nublado, se torna colorido.

Porque embora problemas apareçam, a paz Daquele abraço, o conforto Daquele olhar, a proteção Daquele beijo, faz a TPM virar gargalhada.

E se alguém algum dia me perguntar: mas por quê Ele?

Porque minha pele reage imediatamente ao seu toque, porque mesmo as vezes querendo chorar, é só ele sorrir para mim que começo a também sorrir e superar.

Porque com ele consigo ser 100% sincera, mesmo não sendo o seu ideal de perfeição. Até porque, para estar com ele não preciso mudar, nem me adaptar. Aceito o que vem dele. E dou o melhor que posso dar.

Talvez você nunca leia isso, nem sinta um 1/3 do que sinto.

Talvez para você seja mais fácil, talvez não, seja mais difícil.

Talvez você nem tenha percebido o valor que possui na minha jornada.

Talvez nada disso faça sentido.

Mas parei para escrever, porque te desejo a alegria de um sentimento tão gostoso correspondido.

Desejo que os seus desafios te façam melhor.

E que você se mantenha assim, mesmo com traumas, um ser iluminado por uma energia positiva, uma energia que inebria, uma energia atrativa.

Tudo tem um porquê e não foi toa que passou pela minha vida.

Mesmo sendo o clichê de um passado amargo, sua lembrança é doce no meu coração e na minha mente, onde posso manter todos os nossos momentos guardados.

E talvez eu te mostre tudo isso, ou então deixe nas mãos do acaso..

(Texto escrito em Maio/2014)