Além

IMG_0019O que há por trás daquele olhar molhado que se esconde atrás de uma armação vermelha tão viva e alegre?
O que há por trás daquele sorriso, que ao se erguer nas laterais do rosto concorda, conformada?
O que há por trás do corpo carregado de experiências e conhecimentos que você usou e descartou?
O que acontece embaixo daqueles fios de cabelo tingidos tão cheios de pensamentos, dúvidas, culpas?
O que sobra dela quando você retira toda a sua energia e posteriormente recolhe a mão falsamente ofertada?
E o cansaço da alma dela, quem lhe emprestará um colo para repousar?
Ninguém, ela aceita ao se olhar no espelho.
Porque de tão especial ela se torna só mais uma.
É transparente, então não se faz notável.
É boazinha demais. É amiga demais. É parceira demais.
É inacessível a todos.
É demais para uns, e não suficiente para outros.
Seus olhos não são pintados de preto e dourado, adornando sua beleza.
Prefere um lápis marrom e discreto.
Prefere um rímel normal à um cílio postiço.
Prefere o calor do cobertor, e a fumaça da caneca de chá, enquanto lê romances que jamais viverá.
Prefere o auto-conhecimento à ostentação de um carro novo, de um namorado gato ou de uma bolsa da moda.
Talvez seja apenas seu destino: enfrentar a vida completamente só.
Talvez ela precise reparar erros que desconhece ou que não sabe, mas nunca os cometeu.
Quem quer fazer companhia a alguém como ela?
Tão misteriosa nos desejos e atitudes.
Impulsiva e controlada.
Guerreando com as crenças e vontades.
Sua solidão é a sua melhor amiga.
Suas lágrimas a expressão das diversas dores intensamente vividas.
O que há por trás daquela mulher sensual e criança carente, imatura?
Aquela menina vítima dos seus medos e inseguranças.
Aquela moça que não consegue se fazer assim, tão importante.
Quem vai socorrê-la quando o universo desabar e suas angústias se tornarem fortes demais para aguentar?
Quem vai dar carinho a sua pele, quando relaxada se permitir dormir e sonhar?
Quem, algum dia, irá verdadeiramente amar o todo que a faz ser tão ela, tão única?
Amar sua necessidade de encontrar em um abraço a liberdade para voar?
Quem terá essa coragem?
Seu pessimismo diria, ninguém…
Seu otimismo, cansado, suspiraria compreendendo que está lá, muito mais além.

 

Idiota.

mulher-na-internet“O que começa errado não acaba certo”, Anna leu na matéria do site Administradores. “Hum, nós não começamos errado, ou começamos? Dizem que devemos nos casar com o nosso melhor amigo. Se os que estão por trás do “dizem” estiverem com a razão eu peguei a via expressa do caminho certo.” – Suspirou, refletindo.

Eu preciso parar de nutrir esses sentimentos e pensamentos. Ele é meu amigo. Ele me enxerga como uma Samambaia. Talvez um chocolate suiço vestido de samambaia. Não importa. Ele não aparece aqui em casa há uma semana. Pode ter percebido alguma coisa. Tomara que não.

Se a lei da atração no Universo funciona, esse momento é configurado como a prova viva. Um sobio de passarinho adentrou o ambiente, era a notificação do celular dela informando que uma nova mensagem no whatsapp chegava.

_ “Oi lindinha sumida, vai fazer o que hoje?!”.

“Ah não, com tanta loucura passando pela minha cabeça esqueci completamente do Lê”, Nanna lembrou, colocando a mão esquerda sob a testa.

Leandro era o ficante casual que preenchia os momentos de carência de Anna. Depois do último relacionamento complicado que viveu, ela decidiu manter um “encontro casual” para os momentos de TPM e solidão profunda. Ele era atencioso, carinhoso e uma companhia bem agradável. Ela gostava dele.

Mensagem para Lê:

_ “Oi Lê, não sei ainda, como você está?!”

Mensagem para Anna Lindinha:

_ “Com saudades. Vamos comer um japa hoje? Te busco as 20h.”

Droga. Não sei se quero. Embora preciso dar um tempo de pensar nessa novela mexicana. Não, não posso sair com uma pessoa gostando de outra. Ou posso?! O que fazer meu Deus?! Me dá um sinal!

Assobio de passarinho. Mensagem para Nanna Pentelha:

mulher-chocada-blusa-vendo-tablet_ Pentelhinha não sabia que seria tão fácil. É hoje! – Imagem carregando – Print de uma conversa com a loura sem sal. Infarto. Pernas tremendo. Sensação de Desmaio. – eles tinham marcado SEXO, na casa dela, mais tarde.

Não, o IDIOTA não percebeu o que eu sinto por ele. Ahhhh. Que o símbolo de masculinidade dele caia e jamais levante. Filho da mãe. Que raivaaaa!

Mensagem para Rafa:

_ “Parabéns, você é um idiota! Não esquece do viagra, vai precisar.”

Mensagem para Nanna Pentelha:

_ “Anh?! Eu ein! Preciso nada. Ei, por que você está me xingando? Smile confuso.”

Mensagem para Rafa:

_ “Smile revirando os olhos. Esquece Rafael. Tô ocupada. Tchau.”

ÓDIO. QUE ÓDIO. Garota BURRA. Burra. Burra.

Mensagem para Lê:

_“Combinado Lê, te vejo as 20h. Emoticon de marca de batom vermelho.”

Mensagem para Anna Lindinha:

_ “Vem com aquela lingerie branca que te dei de aniversário, já estou com saudades dela também”.

Mensagem para Lê:

_ Smile pmalévolaiscando. Smile com carinha de diabo feliz.

Anna desatou a chorar. Não sabia se era de raiva. Se era de ciúmes. Ou se era por se sentir incapaz de lidar com essa nova situação. Incapaz de se fazer enxergar como mulher para ele.

Soluçando enxugou as lágrimas. Era hora de superar aquilo. Decidiu depilar as pernas e limpar a sobrancelha, sua noite seria longa, agitada e se tudo corresse bem, voltaria com um chupão gigante no pescoço e os hormônios mais equilibrados.